«Estou aqui!» - O símbolo e o rito como linguagem da fé

O  símbolo e o rito como linguagem da fé

Toda a experiência religiosa, como a experiência cristã, expressa-se numa linguagem própria, com expressões verbais e não verbais, gestos e palavras, ritos, símbolos, etc. Isto porque a experiência religiosa não se separa da experiência humana. Pelo símbolo a pessoa chega a Deus usando a sua linguagem humana e pelo símbolo Deus revela-se na linguagem e realidade humana. 

A liturgia é uma acção, um conjunto de sinais performativos [que, ao ser proferido, corresponde à acção a que se refere] que nos introduzem em comunhão com o mistério de Deus, levando-nos a experimentar Deus, mais que a compreendê-lo. Por isso a liturgia é uma celebração na qual prevalece a linguagem dos símbolos. Uma linguagem intuitiva e afectiva, poética e gratuita, que nos permite entrar em contacto com o inacessível: o mistério da acção de Deus e da nossa pertença a Cristo.

Em anexo disponibilizamos o documento trabalhado na formação de educadores, que desenvolve a temática aqui enunciada.


Documentos para download